background img
arma

Policial militar é suspeito de matar policial civil no Centro de Aracaju

Segundo investigação, houve uma briga por causa de uma mulher. Fato aconteceu no fim da noite desta sexta-feira nas proximidades da Praça Fausto Cardoso.

Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou, na manhã deste sábado (30), que o policial Civil Wilson Oliveira dos Santos, 51, foi alvejados a tiros nas proximidades da Praça Fausto Cardoso, localizada no Centro de Aracaju (SE). Ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Ainda de acordo com a SSP, o principal suspeito é um policial militar. O fato aconteceu por volta das 23h desta sexta-feira (29). A motivação do crime seria por causa de uma mulher.

“O crime aconteceu em um bar, um não sabia a condição de policial do outro, houve uma discursão por causa de uma mulher que estava acompanhada do policial militar. Primeiro surgiram as agressões, depois os tiros. O policial militar aguardou no local. Ele mesmo comunicou à Polícia Militar o fato. A situação será investigada e encaminhada à Justiça”, explica a delegada-geral da Polícia Civil, Katarina Feitoza.

Policial Civil Wilson Oliveira dos Santos (Foto: rede social)

Policial Civil Wilson Oliveira dos Santos (Foto: rede social)

O Centro Integrado de Operações em Segurança Publica (CIOSP) foi acionado e equipes da PM foram ao local para averiguar o ocorrido. O Instituto de Criminalística e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também se dirigiu ao local a fim de realizar os primeiros procedimentos.

O policial militar foi conduzido para a Delegacia Plantonista e prestou depoimento. Em seguida, foi encaminhado ao Presídio Militar (Presmil). Ele foi ouvido em audiência de custódia, o auto de prisão em flagrante foi transformado em prisão preventiva e ele permanece detido.

No Boletim de Ocorrência, o policial militar relatou que estava na companhia da namorada quando ela foi interceptada por um desconhecido, que chegou a tocar no braço da mulher. O PM questionou a atitude do policial civil, que sacou uma arma de fogo. O militar diz que se escondeu atrás de uma árvore para se proteger. Mas, mesmo assim, o policial civil atirou na direção dele, e houve uma intensa troca de tiros entre ambos.

O policial Civil Wilson estava lotado na Delegacia Regional de Lagarto, distante 75 quilômetros de Aracaju. O corpo dele foi sepultado no fim da tarde na capital.

Via G1

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!