background img
dsc_0947

PC vai investigar denúncia de suposta tortura contra ex-prefeito de Capela

Sukita disse que foi torturado no Compajaf.

Na tarde dessa terça-feira (10), a Polícia Civil anunciou que vai instaurar inquérito para averiguar graves denúncias feitas pelo ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita, de que teria sido torturado enquanto esteve preso pela Polícia Federal, em cumprimento a ordens judiciais, no Complexo Penitenciário Advogado Jacinto Filho (Compajaf).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a determinação para instauração do inquérito policial partiu da delegada-geral da Polícia Civil, Katarina Feitoza, após Sukita afirmar em uma emissora de rádio da capital que a tortura aconteceu e e não foi investigada. O ex-prefeito alegou que em 40 dias, apenas tomava água à noite e que passou 37 dias sem ver a luz do sol.

O caso vai ser acompanhado pelo delegado Gilberto Guimarães, da 9ª Delegacia Metropolitana, que é a unidade responsável pela região do Santa Maria, onde está instalada a unidade penitenciária.

Via G1

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!