background img
bandeira-tarifaria-2017

Energia pode seguir com custo extra no nível mais alto em novembro se clima não ajudar, diz Aneel

Bandeira tarifária vermelha nível 2 pode ser mantida; cobrança adicional é de R$ 3,5 a cada 100 kilowatts-hora consumidos.

 As contas de luz poderão seguir com bandeira tarifária vermelha nível 2 em novembro, o que gera uma cobrança adicional para os consumidores, se não houver uma melhora nas condições climáticas antes do final do mês, disse a jornalistas nesta sexta-feira (20) o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino.

As bandeiras tarifárias geram custo extra para os consumidores quando saem do nível verde para o amarelo ou para a bandeira vermelha, que tem dois patamares.

No segundo e mais caro nível, vigente desde o início de outubro, a bandeira vermelha representa adicional de R$ 3,5 a cada 100 kilowatts-hora consumidos.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) reduziu nesta sexta-feira a previsão de chuvas nos reservatórios de hidrelétricas do Sudeste, principal região produtora de energia hídrica, para 64% da média histórica em outubro, ante 68% na estimativa da semana anterior.

Via G1

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!