background img
69e68d55cca28fac363f3b9ff96de0b4

Governo de Sergipe realizará último aulão preparatório para o Enem nesta quinta-feira, 9

Como ocorreu no dia 2 de novembro, o aulão acontecerá a partir das 13h, e serão revisadas as disciplinas Ciências da Natureza e Matemática

Faltando três dias a partir desta quinta-feira, 09, para a realização da segunda fase do Exame Nacional do Ensino Médio, mais de 8 mil alunos são esperados no Ginásio de Esportes Constâncio Vieira, em Aracaju, quando o Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Educação, realizará o último aulão preparatório para o Enem 2017.

Como ocorreu no dia 2 de novembro, o aulão acontecerá a partir das 13h, e serão revisadas as disciplinas Ciências da Natureza e Matemática. “Ao longo do ano a Seed deu todo suporte necessário para que todos os alunos da rede pública possam participar do Enem e conquistar o tão almejado sonho de entrar numa universidade”, disse João Manoel de Faro Neto, coordenador estadual do Pré-Universitário Seed.

O Exame Nacional do Ensino Médio foi aplicado em sua primeira fase no dia 5 e neste domingo, 12 de novembro, os portões serão mais uma vez abertos às 11h e fechados às 12h para que os candidatos realizem a segunda fase do Enem.

No dia da prova, o Governo disponibilizará ônibus, micro-ônibus e vans, para que os alunos do interior do estado possam fazer as provas nos 29 municípios onde ele será ofertado. A Secretaria de Estado da Educação fará o acolhimento dos alunos, oferecendo o apoio psicológico e distribuirá canetas e copinhos de água, como ocorreu na primeira fase.

Pré-Universitário

Objetivando colaborar na preparação de estudantes de escolas estaduais que estejam cursando o 2º ou 3º anos ou egressos da rede pública que tenham terminado o ensino médio, o Governo de Sergipe, por meio da Seed, oferta o Preuni. A Seed estima que cerca de 17 mil estudantes tenham frequentado os aulões e revisões do Preuni, nos 44 polos distribuídos nos 29 municípios.

“Ao longo desse ano, realizamos noves aulões no interior, atingindo todas as Diretorias Regionais de Educação (DRE), além de seis revisões, oficinas de redação e atualidade e seis revisões de peso, quando os estudantes têm a oportunidade de escolher qual área do conhecimento desejam reforçar na maratona de estudos para o Enem e outros vestibulares, tendo como base o peso do curso que desejam a aprovação”, explicou Vlademir Silva Santos, coordenador pedagógico do Dase.

Primeira fase

Em relação ao primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizado neste domingo, 05, em 30 municípios sergipanos, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou que dos 93.284 inscritos, 67.911 alunos compareceram e 25.374 dos alunos se ausentaram, ou seja, 72.80% de presença e 27.20% de ausência. Aproximadamente 18 mil alunos do total estão finalizando os estudos da última etapa da educação básica em escolas da rede pública em Sergipe e 5.500 desses são matriculados nos polos do Programa Pré-Universitário (Preuni) da Seed.

Em Sergipe, 58,2% dos participantes são pagantes e 16,8% foram isentos do pagamento da taxa de inscrição em função da Lei ou do Decreto governamental. Por estarem matriculados na rede pública, 25% dos inscritos obtiveram a gratuidade automática. Em relação à situação de ensino, 67,3% já concluiu o Ensino Médio, enquanto 21,4% é concluinte este ano, sendo que apenas 10% concluirá após 2017 (treineiros). Do total de participantes em Sergipe, 60,5% são mulheres e 39,5% são homens.

Tema da redação

“Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil” foi o tema do Enem 2017, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) no início da tarde deste domingo (5). O tema não foi novidade para os alunos cursistas do Pré-Universitário da Secretaria de Estado da Educação.

O diretor do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (Dase), Fábio Leite, informou que entre os temas trabalhados em sala de aula nos polos do programa, o tema inclusão na educação foi bastante abordado, tanto por professores do Pré-Universitário, como no material didático entregue aos alunos. “Nós abordamos a questão do surdo em sala de aula em um caderno didático. Ficamos felizes com o tema porque trabalhamos durante as aulas do Pré-universitário. Apesar de ser específico, os nossos professores trabalharam possíveis em duas folhas, temas e a questão dos surdos em sala de aula estava neste material, entregue aos 5.500 alunos do Pré”, disse.

Via ASN

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!