background img
4

A pedido do STJD, placar de Ponte x Vitória pode mudar; novo resultado altera tabela

Resultado do jogo em Campinas, interrompido por conta da invasão da torcida da Macaca, passaria a ser 3 a 0 para o time baiano, e não 3 a 2, o que influenciaria na luta contra o rebaixamento

definição do Z-4 do Campeonato Brasileiro corre o risco de parar nos tribunais. A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) solicitou nesta terça-feira que se cumpra o Regulamento Geral das Competições da CBF e que o placar da partida entre Ponte Preta e Vitória, paralisada por invasão de campo quando os baianos ganhavam por 3 a 2, passe para 3 a 0 para o Leão.

A informação foi divulgada inicialmente pelo portal UOL e confirmada pela reportagem do GloboEsporte.com.

Como o caso precisa ir para julgamento (ainda sem data marcada), a classificação final do Campeonato Brasileiro ficaria pendente até a decisão no STJD sobre o placar do duelo, uma vez que também foi pedido pela Procuradoria que o resultado não seja homologado até o julgamento.

Existe a possibilidade de as duas vagas restantes na zona de rebaixamento serem definidas no saldo de gols, e aí uma mudança no placar de Ponte x Vitória alteraria o cenário atual (veja explicação mais abaixo).

O pedido é baseado nos artigos 19 e 20 do Regulamento Geral de Competições da CBF, que prevê, entre outros itens, que “se um clube houver dado causa à suspensão e era perdedor, o adversário será declarado vencedor pelo placar de três a zero (3 a 0) ou pelo placar do momento de suspensão, prevalecendo o correspondente à maior diferença de gols”.

É justamente o cenário da partida em Campinas no momento da paralisação: a Ponte, mandante, perdia por 3 a 2, o que faria prevalecer o placar de 3 a 0 pela maior diferença de gols.

– Entendo que, se ficar configurado no julgamento a paralisação pelo fato da violência ou invasão, com certeza o regulamento tem de ser aplicado automaticamente. Mas vamos ver a opinião da comissão. Colocamos na nossa sustentação que é uma aplicação automática, que nem a CBF pode ser furtar a fazer. Vamos aguardar o julgamento – disse o procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua.

O pedido da mudança no placar foi feito no mesmo processo em que a Procuradoria solicitou a interdição do estádio Moisés Lucarelli pelos fatos ocorridos no último domingo e também denunciou a Ponte, sob risco de o clube perder mandos de campo.

Como ficaria a tabela?

Atualmente, o Vitória aparece em 15º com 43 pontos, mesmo número do Coritiba, 16º. A vantagem do time baiano se dá no saldo de gols: -7, contra -8 dos paranaenses. Se o placar for alterado de 3 a 2 para 3 a 0, o saldo do Vitória passaria a ser -5.

Na prática, isso representaria uma folga maior para o Vitória em relação ao Coritiba na rodada final: se os dois perderem seus jogos e ficarem estacionados nos 43 pontos, sendo ultrapassados por Sport ou Avaí, quem cairia seria o time de menor saldo de gols, ou seja, o Coritiba (a não ser que o Vitória fosse goleado em casa pelo Flamengo).

CLIQUE AQUI para ver a tabela do Brasileirão

Via GLOBO ESPORTE

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!