background img
opta

Site de estatísticas põe Brasil como favorito com 14,2% de chances de ser campeão

“Opta” levanta probabilidades com base nos dados ofensivos e defensivos de cada país; entenda

A probabilidade, a seleção brasileira é a favorita para conquistar a Copa do Mundo do ano que vem, na Rússia. O cálculo foi feito e divulgado pela “Opta”, prestigiado site britânico de estatísticas do esporte.

Segundo o “Modelo de Previsão da Copa do Mundo”, que se baseia nos dados ofensivos e defensivos de cada país, o Brasil do técnico Tite tem quase 3% a mais de chances de faturar a Copa que a Alemanha, segunda colocada no ranking. O Marrocos é a seleção com menos possibilidade: apenas 0,5%.

Confira:

Chances que cada seleção tem de vencer a Copa do ano que vem (Foto: Reprodução Twitter)

Chances que cada seleção tem de vencer a Copa do ano que vem (Foto: Reprodução Twitter)

Entenda como funciona o modelo:

“Como o modelo é construído?
Cada equipe tem força de ataque e de defesa calculadas com base em performances passadas. Dadas essas forças de ataque e de defesa – e várias outras variáveis ​​específicas da Copa do Mundo – para cada jogo, podemos atribuir uma probabilidade a cada resultado potencial (uma das equipes vencer ou empate). Por exemplo, considere que a equipe A joga com a equipe B: a probabilidade de uma vitória da equipe A pode ser de 20%, um empate de 30% e vitória da equipe B de 50%. A partir dessas probabilidades, podemos simular todo o torneio. Uma vez que simulamos o torneio por vezes o bastante, podemos implicar a probabilidade de qualquer equipe ganhar a Copa do Mundo ou chegar a uma etapa específica do torneio.

Em que estão baseadas as forças de ataque e de defesa?
As forças de ataque e de defesa da equipe baseiam-se em todos os resultados oficiais dos quatro anos anteriores à Copa do Mundo. Isso inclui todas as eliminatórias da Copa do Mundo, campeonatos da confederação, eliminatórias do campeonato da confederação, amistosos e Copa das Confederações da FIFA. Além disso, esses pontos fortes são baseados em resultados nas duas Copas do Mundo anteriores (2010 e 2014).

Quais outras variáveis ​​específicas da Copa do Mundo são consideradas?
Com base nos resultados históricos da Copa do Mundo, calculamos os efeitos de vários fatores adicionais. Incluímos duas “vantagens domésticas”: uma para o país anfitrião e outra para todas as equipes da confederação anfitriã (neste caso, a UEFA). Nós também incluímos uma vantagem para os times que ganharam uma Copa do Mundo desde 1970, isso serve como uma vantagem para as equipes que têm um “pedigree” de vitória na Copa do Mundo.

O que o modelo deixa passar?
O modelo não inclui nenhuma informação específica do jogador porque ainda não conhecemos os esquadrões do torneio. Se Messi se machucasse amanhã, as chances da Argentina de ganhar a Copa do Mundo diminuíram significativamente, mas nosso modelo não demonstraria isso até que a Argentina começasse a jogar mais partidas e sofresse como resultado da falta de Messi.”

Via GLOBO ESPORTE

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!