background img
andersonsilva_get1

Anderson volta a falar sobre luta de boxe com Roy Jr: “Vamos fazer isso acontecer”

Após pugilista garantir em entrevista que ainda sonha em enfrentar o brasileiro no ringue, Spider responde em seguida aceitando o duelo, que até hoje não aconteceu por conta do UFC

onor McGregor e Floyd Mayweather nem pensavam ainda em lutar boxe e Anderson Silva e Roy Jones Jr. já conversavam sobre o assunto. O tema já era notícia em 2009, próximo do auge da carreira do brasileiro. O UFC, porém, nunca permitiu que o ex-campeão peso-médio subisse ao ringue. Com o precedente da luta do irlandês, o assunto voltou à tona, e tanto Roy Jr. como Anderson Silva garantiram nos últimos dias que ainda querem fazer essa luta acontecer.

Neste último fim de semana, em participação no “The Ask Gary Vee Show”, Roy Jr. foi categórico ao dizer que ainda está de olho na luta com o brasileiro. No vídeo abaixo (em inglês, a partir dos 35min), o pugilista de 48 anos admite que o Ultimate sempre foi um empecilho.

- Ainda estou tentando lutar contra Anderson Silva. Eu e Anderson Silva tentamos lutar antes de Floyd Mayweather e McGregor terem pensado nisso. Nós tentamos lutar por nove anos e eles não permitiram que ele estivesse livre para lutar contra mim… Eu e ele poderíamos ter feito isso há muito tempo, e estávamos no auge de nossas carreiras quando começamos a falar sobre isso. Porque eles ainda não nos deixam lutar hoje, não sei – afirmou o puglista, dono de um cartel com 65 vitórias e nove derrotas. Sua última luta foi em fevereiro deste ano, quando venceu Bobby Gunn por nocaute no oitavo round, pelo título vago da Federação Mundial de Boxe (WBF) no peso-cruzador.

Em sua conta no Instagram, o brasileiro de 42 anos voltou a afirmar que seu sonho sempre foi fazer a luta de boxe contra Roy Jr., e garantiu que também está interessado em fazer esse duelo acontecer.

- Ok Roy Jr., isso é tudo o que eu queria há anos, muito antes de tudo isso acontecer. Será um prazer entrar no ringue com você. Tenho um grande respeito e admiração por tudo o que você fez no boxe e todos sabem que este sempre foi meu grande sonho. Vamos fazer esse evento acontecer. Eu acho que temos esse direito, de fato, isso é algo que você e eu estamos dispostos a fazer. Assim, vamos fazer isso acontecer, Sr. Roy.

Quando Anderson e Roy Jr. estavam interessados na luta e viviam o ápice de suas carreiras, o UFC nunca se mostrou interessado em co-promover a luta. Para o pugilista americano, o brasileiro ainda tem muito mais chances de vencer do que teve McGregor em agosto, quando foi nocauteado no décimo round por Mayweather.

- Ele ainda quer lutar contra mim, e ainda quero lutar com ele. Ele tem 14 lutas profissionais de boxe, então é diferente porque ele tem experiência no boxe. Então, é natural que ele possa fazer isso. Ambos queremos lutar agora e o UFC não o deixa livre. Tenho 48 anos, indo para 49 em janeiro, e por causa do quão grande é, e quão grande seria o evento, e por saber o que isso significa para ele, ainda estou disposto a lutar contra Anderson Silva se ele estiver livre para fazê-lo.

Mas o problema para que essa luta aconteça não é apenas o UFC concordar com ela. Anderson Silva foi notificado pela USADA (Agência Antidopagem dos EUA) por um teste positivo antes do UFC em Xangai, em novembro, quando lutaria contra Kelvin Gastelum. O lutador ainda não foi julgado pelo caso. Roy Jones Jr., porém, não vê qualquer problema com o fato.

- Eu e Anderson Silva começamos isso (de juntar lutadores de MMA e boxe). Então, eu e Anderson Silva vamos terminar isso. Então, se o UFC deixasse ele livre, não me importo com nenhum PEDs (drogas que melhoram o desempenho). Ele pode usar todos os PEDs que quiser. Não acredito que ele usaria contra mim, de jeito nenhum, mas mesmo que ele tivesse uma droga no organismo, não me importo com isso – disse Roy Jr., desta vez em entrevista ao site FightHype.

Via COMBATE

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!