background img
temer

Por apoio, Planalto deflagra reforma ministerial com ultimato aos aliados

O Palácio do Planalto deflagrou a reforma ministerial com um ultimato aos partidos e ministros: só terá direito a indicar o sucessor na pasta a legenda que garantir apoio ao governo e ao candidato oficial na disputa presidencial.

Esse recado já foi repassado aos ministros da Saúde, Ricardo Barros (PP); da Educação, Mendonça Filho (DEM); e da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab (PSD).

Os três já tiveram conversas reservadas com o chefe da Casa Civil, ministro Eliseu Padilha, nesses últimos dias. O blog apurou que nesta quinta-feira (1º), o encontro de Padilha foi com Ricardo Barros. O ministro da Saúde deseja indicar para o seu lugar o secretário-executivo da pasta.

Com Kassab, o encontro foi na quarta-feira e com Mendonça Filho, na terça.

O governo está de olho no movimento dos aliados. Isso porque o DEM deve lançar a pré-candidatura do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) ao Planalto na próxima semana. Mas uma parte do partido deseja manter o controle do Ministério da Educação.

Já o ministro Gilberto Kassab já está em negociação avançada para apoiar a candidatura presidencial do tucano Geraldo Alckmin. Kassab é apontado como o candidato a vice-governador na chapa encabeçada pelo prefeito João Dória ao governo de São Paulo.

Como revelou o blog no fim de semana, Temer só vai nomear indicados de ministros e partidos para as pastas que ficarão vagas até abril com a garantia de fidelidade das legendas. Apesar das negativas oficiais, Temer já trabalha sua candidatura à reeleição.

A ordem é evitar dar estrutura para partidos que já tenham projetos eleitorais com outras candidaturas. Mas aliados do governo avaliam que será um risco para o Planalto abrir mão de apoio parlamentar. “Esse governo precisa de sustentação no Congresso. Não pode ficar impondo condição de apoio à reeleição de Temer”, disse ao Blog um influente líder da base aliada na Câmara.

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!