background img
lula

Determinação de prisão de Lula é destaque na imprensa internacional

Jornais citam decisão rápida de Moro e pretensão eleitoral do petista

Minutos após o juiz Sergio Moro determinar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se entregue à Polícia Federal até as 17h de sexta-feira, jornais estrageiros já publicavam em seus sites a decisão do magistrado. As publicações destacaram a rapidez de Moro, que ordenou a prisão cerca de 18 horas depois da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de negar habeas corpus para o petista. Os jornais também citam as pretensões eleitorais de Lula, que aparece em primeiro nas pequisas de intenção de voto para a Presidência da República.

El País – Reprodução

O “El País” destaca que a decisão de Moro ocorre logo após a sessão do Supremo Tribunal Federal que negoi o pedido de habeas corpus a Lula. O jornai cita, ainda, que o cumprimento da pena foi determinado antes do fim dos prazos legais para a defesa. “Esperava-se que a entrada na prisão fosse adiada por alguns dias, mas Moro não esperou mais”, afirmou o jornal.

“Bloomberg”

Boomberg – Reprodução

A “Bloomberg” informa que “a prisão de um dos líderes mais emblemáticos da história brasileira” está abalando a maior nação da América Latina. “Depois de deixar o cargo em 2010 com altos índices de aprovação, o ex-sindicalista tornou-se uma figura profundamente polarizadora, amado pela esquerda por suas políticas sociais e insultado pea direita, que o acusa pela corrupção que floresceu sob os 13 anos de governo do Partido dos Trabalhadores”, escreveu.

“The Washington Post”, dos Estados Unidos

Washington Post - Reprodução

 

O “Washington Post” explica que o juiz Sergio Moro, além de ser o autor da ordem de prisão, também foi o magistrado responsável por condenar o ex-presidente.

“Clarín”, da Argentina

Clarín – Reprodução

O “Clarín” ressalta as pretensões de Lula de disputar, novamente, a Presidência da República. Segundo a publicação, a ordem de Moro “chamou atenção”, já que Lula estava, supostamente, disposto a se entregar.

“Le Monde”, da França

Le Monde - Reprodução

A ordem para o cumprimento da pena de Lula tornou-se a manchete do jornal francês “Le Monde” com o destaque: “Juiz brasileiro emite mandado de prisão contra ex-presidente Lula”. O site acrescentou ainda que “ícone da esquerda brasileira” tem até sexta-feira para se apresentar à polícia.

“ABC News”, dos Estados Unidos

A emissora de TV americana “ABC News” destaca uma declaração da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente nacional do PT, em que ela diz que a prisão de Lula “transformaria a maior nação da América Latina em uma república de bananas”.

“Corriere Della Sera”, da Itália

Corriere Della Sera - Reprodução

O jornal italiano diz que “Lula está a um passo da prisão”. A reportagem destaca que o PT não consegue vislumbrar seu futuro sem o ex-presidente e afirma que a detenção também lança incertezas sob o ambiente político brasileiro. O jornal cita o presidente Michel Temer e seu baixo nível de popularidade e elenca o nome de outros presidenciáveis. Por fim, a “Corriere Della Sera” afirma que, recentemente, as forças armadas retornaram ao cenário político.

“Financial Review”, da Austrália

O “Financial Review” diz que a prisão iminente de Lula mergulha a esquerda brasileira em desordem e aumenta “as chances de uma vitória centrista em outubro”, durante as eleições para a Presidência.

 

Veículos na América Latina

ABC Color Paraguai - Reprodução

No Uruguai, as manifestações constantes do ex-presidente Pepe Mujica em apoio a Lula aumentaram o interesse da população sobre o assunto. No Paraguai, o “ABC Color” classifica Moro como “juiz anticorrupção”, enquanto o colombiano “El Tiempo” ressalta o prazo de um dia para Lula se entregar.

El Tiempo – Reprodução

Via O GLOBO

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!