background img
andre

André Moura não cumpre promessa e festa é cancelada

O atual líder do governo Temer e fiel aliado de Eduardo Cunha, deputado André Moura (PSC), apesar ostentar grande prestígio em Brasília, foi o grande culpado pelo cancelamento da Micareta de Boquim 2018. Justamente uma festividade tradicional de um município que o deputado já foi votado, mas que nunca destinou uma única emenda.

Meses atrás, o parlamentar garantiu, em entrevista a uma rádio local, que iria realizar o grande sonho do povo boquinense: trazer o show do cantor Bell Marques. Para tanto, André apresentou emenda no Ministério da Cultura, no valor de R$ 230 mil reais.

Entretanto, antes de sair prometendo aquilo que não seria cumprido, o deputado esqueceu de esclarecer uma regra do Ministério da Cultura que limita uso desse tipo emenda, já que a mesma só poderia ser usada para a contratação de bandas de até R$ 50 mil reais por cachê. Ou seja, um show do cantor Bell Marques, orçado em quase 200 mil reais, foge totalmente deste limite adotado pelo ministério. Cachês mais caros somente poderiam ser pagos através de emendas pelo ministério do Turismo.

A tentativa de enganar a população de Boquim, fica mais evidente quando acessamos a proposta N. 035086/2018 do Ministério da Cultura, feita pelo próprio deputado André Moura, em que este solicita ao Ministério da Cultura a relação de bandas que devem ser contratadas para a Micareta de Boquim 2018, e nesta listagem não consta sequer o nome do cantor Bell Marques. São elas: Farra de Barão (R$ 50.000,00), Saia Rodada (R$ 50.000,00), Diego Galã (30.000,00), Gil Mendes (R$ 50.000,00) e Guig Ghetto (50.000,00). Confira a relação de bandas:

Diferente do que o deputado divulgou em seu tuitter, afirmando que o recurso para contratar Bell Marques já estaria disponível da prefeitura, é importante esclarecer que a proposta ainda está em fase de “complementação”, conforme constam nas fotos abaixo. Ou seja, seria quase impossível do recurso ser liberado em tempo hábil pelo ministério, caso a festa viesse acontecer, pois o projeto ainda estava em fase de análise pelo órgão federal. Vejam só:

Apesar da liberação de emenda indicada pelo deputado Valadares Filho (PSB) no Ministério do Turismo (R$ 150 mil reais), mesmo assim, o Prefeito de Boquim se viu sem condições de contratar o show de Bell Marques, uma vez que a emenda de Valadares Filho só permitiria o pagamento de grande parte das despesas do show artístico, restando ainda R$ 50 mil para sanar custos com este cantor.

Então, fica bem esclarecida a falha grave de Moura, uma vez que mesmo sabendo do trâmite dos recursos, de forma irresponsável, criou enorme expectativa na população e em comerciantes locais, os quais investiram na esperança de faturar com a festa.

Na verdade, André Moura desrespeita o povo de Boquim e o coloca em quinto plano, já que recentemente vem conseguindo levar grandes artistas para municípios menores, à exemplo de Malhador.

Mesmo que o líder de Temer, mais uma vez, tente transformar a inverdade em verdade, nós o desafiamos a nos enviar provas que desmintam a legitimidade das provas apresentadas por este blog.

Segue abaixo, link de matéria do blog do renomado jornalista Cláudio Nunes, que também desmonta essa farsa sustentada por André Moura.

Acesse! http://m.infonet.com.br/ler-blogs.asp?id=213857

 

Via Portal Região em Debate

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!