background img
tite

Novo ciclo: Tite renova com a seleção brasileira até a Copa do Mundo de 2022

Acerto foi sacramentado nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, e mantém também trabalho de Edu Gaspar. Primeiro desafio do novo ciclo será amistoso contra os Estados Unidos

Tite e a CBF formalizaram nesta tarde acordo para que o técnico permaneça por mais quatro anos e meio no comando da seleção brasileira. O prazo vai até o fim da Copa do Mundo do Catar, que será disputada entre novembro e dezembro de 2022. Edu Gaspar também teve seu vínculo renovado pelo mesmo período e segue como coordenador de seleções.

- Entendo que a CBF nos deu as condições para construir um ambiente de união e de profissionalismo extremo e assim continuaremos. É um grande desafio e estamos felizes em enfrentá-lo, já com o foco voltado aos próximos jogos e competições – disse Tite, que soma 26 partidas à frente da seleção brasileira, sendo 20 vitórias, 4 empates e 2 derrotas.

Tite terá a oportunidade de comandar a seleção brasileira em mais uma Copa do Mundo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Tite terá a oportunidade de comandar a seleção brasileira em mais uma Copa do Mundo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A intenção da CBF de renovar com Tite foi manifestada pela primeira vez antes da Copa da Rússia, quando o treinador se recusou a negociar e pensar em qualquer outra coisa além da preparação da equipe para o torneio. O diretor-executivo Rogério Caboclo reiterou o convite logo depois da eliminação para a Bélgica, nas quartas de final, ainda em Kazan.

- A CBF está investindo em um projeto de longo prazo ao garantir à comissão técnica seis anos e meio à frente da Seleção. Acreditamos que planejamento cuidadoso e execução criteriosa conduzirão o futebol brasileiro aos resultados que esperamos – disse Rogério Caboclo.

Tite e Edu se abraçam na Granja Comary: dupla segue à frente do comando da Seleção (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

Tite e Edu se abraçam na Granja Comary: dupla segue à frente do comando da Seleção (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

Já no Brasil, Tite teve 10 dias de descanso, reflexões e conversas com a família. No Rio de Janeiro, encontrou-se com dirigentes, entre eles o coordenador Edu Gaspar, para acertar a continuidade no cargo. Primeiro, teve reuniões sobre conceitos, uma parte mais técnica a ser aplicada nos próximos anos. A prioridade inicial é a Copa América, que será disputada no Brasil, em 2019.

- A equipe teve as condições necessárias para uma preparação de primeira linha em todos os momentos. A CBF não poupou esforços em nos atender e isso criou um ambiente de apoio e de respeito que nos dá tranquilidade para a continuidade do trabalho – explicou Edu Gaspar.

Em seguida, o empresário do técnico, Gilmar Veloz, assumiu as rédeas da elaboração dos contratos.

O primeiro desafio de Tite nesse novo ciclo será no dia 7 de setembro, contra os Estados Unidos, em Nova Jersey. A CBF ainda não confirmou, mas outro amistoso deverá ser realizado no dia 11, diante da seleção de El Salvador, em Washington.

Via Globo Esporte

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!