background img
dsc00553

Jon Jones recebe 15 meses de suspensão por doping e poderá voltar a lutar ainda em 2018

Ex-campeão do Ultimate, cuja punição é retroativa a julho, terá condições legais de retornar ao octógono a partir de 28 de outubro e está cotado para atuar dia 3 novembro, no UFC 230, em NY

Ex-campeão peso-meio-pesado do Ultimate, Jon Jones pode estar próximo de retornar ao octógono. “Bones” – flagrado no exame antidoping após a vitória contra Daniel Cormier, em julho de 2017 – recebeu, nesta quarta-feira, uma suspensão de 15 meses da USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos). O gancho é retroativo ao dia em que a amostra que apontou a substância proibida foi colhida e, portanto, ele estaria apto para voltar à ativa a partir de 28 de outubro.

Natural de Nova York, Jon Jones poderá pisar no octógono outra vez justamente em sua cidade natal, que abriga no Madison Square Garden, dia 3 de novembro, o UFC 230, cuja luta principal não está definida pela organização.

A carreira de Jon Jones tem sido marcada por polêmicas. Em 2015, pela primeira vez ele caiu no teste antidoping, que apontou uso de cocaína. No ano seguinte, na semana do histórico UFC 200, no qual encabeçava o card com Cormier, “Bones” chorou ao abandonar o evento por ser pego no exame com as substâncias clomifeno e letrozole, ambos bloqueadores de estrogênio.

No ano passado, na condição de desafiante ao cinturão do campeão Daniel Cormier, Jones venceu o desafeto por nocaute técnico no terceiro round, porém, o resultado foi transformado em “No Contest” após novo episódio de doping na carreira do atleta, invicto no Ultimate.

Via COMBATE

Tags relacionadas
Veja também
Comentários

Comentários encerrados!