A verdade contada como ela é.

Presidente do Santos blinda Neymar, mas cutuca pai do craque: ‘Erro ético’


Odílio Rodrigues reafirma que acha ‘inaceitável’ o ocorrido na negociação do atacante com o Barcelona e pede proteção à imagem do craque

Odílio Rodrigues, presidente em exercício do Santos, voltou a comentar a polêmica envolvendo a transferência de Neymar para o Barcelona no meio do ano passado. Dessa vez, durante evento do “Movimento por um Futebol Melhor”, o mandatário do Peixe falou que faltou ética por parte do pai do atacante.

– As empresas que representam o Neymar terem negociado com o Barcelona em 2011 é inaceitável. Houve um erro do ponto de vista ético – declarou Odílio.

Movimento por um Futebol Melhor - Odilio Rodrigues (Foto: Marcos Ribolli)Odílio criticou postura do pai de Neymar (Foto: Marcos Ribolli)

O Santos era dono de 55% dos direitos econômicos de Neymar e recebeu do Barcelona € 17,1 milhões (R$ 54 milhões, na cotação atual) pela transferência. O montante foi repartido entre a DIS (que detinha 40% dos direitos) e Teisa (5%). O Barça, porém, após as denúncias do jornal “El Mundo” de que teria desviado parte do dinheiro gasto no jogador, esclareceu em janeiro que a negociação saiu por R$ 284,5 milhões.

Descobriu-se, então, que as empresas do pai de Neymar receberam cerca de R$ 132 milhões sem a participação do Santos no negócio. O clube, então, quer ter acesso aos documentos dessa transação para cobrar o que acha ter de direito. O pedido foi negado pela justiça brasileira, mas agora o clube contratou um escritório na Espanha.

– Como em Santos foi negado o nosso pedido, contratamos um escritório na Espanha. Não nos deram a liminar, achando que o Santos não é parte interessada. Mas o Tribunal da Justiça não reformou a sentença. Só nos resta o caminho espanhol. Só depois de ter acesso aos documentos é que podemos ter juízo de valor – acrescentou.

Apesar da polêmica, Odílio quer proteção à imagem de Neymar. Um dos maiores ídolos da história do Santos, o atacante é também destaque na seleção brasileira.

– Eu acho que são polos diferentes. Ele está vendo os interesses dele. E nós estamos procurando os interesses do Santos. Temos de preservar, e muito, o nosso Neymar. Isso não deve arranhar em nada a nossa relação. Ele é um ídolo do Santos e do futebol brasileiro – finalizou o presidente do Peixe.

 

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/santos/noticia/2014/02/presidente-do-santos-blinda-neymar-mas-cutuca-pai-do-craque-erro-etico.html

Deixe uma resposta