A verdade contada como ela é.

Novo Internamento Pediátrico da Oncologia do Huse homenageia Tia Ruth


Novo espaço foi entregue pelo governo do Estado e pela Avosos nesta segunda. Com as novas instalações, a capacidade para atendimento de paciente adulto dobra na Unidade

O governador Belivaldo Chagas, a vice-governadora Eliane Aquino e o presidente da Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia (Avosos), Wilson Melo, inauguraram, nesta segunda-feira (18), as novas instalações do Internamento Pediátrico da Oncologia “Maria Ruth Wynne Cardoso – Tia Ruth”, no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). A obra foi fruto da parceria do governo do Estado com a Instituição.

No total, foram investidos aproximadamente R$ 240 mil na ala exclusiva para crianças e adolescentes com câncer do estado de Sergipe. Desse valor, cerca de R$ 75 mil foram destinados à reforma física do ambiente e R$ 165 mil para a mobília do espaço, composta por leitos, armários, condicionadores de ar, entre outros, e elementos visuais, como plotagens e sinalização. Para a construção, a Avosos utilizou fundos de reservas de parceiros da Instituição e recursos provenientes do seu Centro de Oncologia, que possibilita tratamento para adultos com câncer.

Para Belivaldo, a entrega simboliza mais um esforço para oferecer serviço humanizado no Huse, em especial, na área da oncologia. “A Avosos e o governo juntos estão de parabéns hoje. Ao entregarmos este espaço, podemos oferecer um melhor serviço à população sergipana, principalmente às nossas crianças, para que elas tenham um tratamento mais digno”, afirmou.

O governador voltou a destacar a necessidade de que a rede de saúde funcione como um todo, não só na esfera estadual, como na municipal e federal. Outros dois pontos reforçados pelo chefe do Executivo estadual dizem respeito à necessidade de ações preventivas e do apoio da sociedade para que se possa oferecer maior qualidade nos serviços de saúde.

“Quanto ao diagnóstico precoce, que é algo muito importante no tratamento oncológico, é um trabalho que iremos desenvolver a partir da prevenção, o que já determinei como prioridade. E é exatamente para isso que estamos trabalhando. Quero agradecer a todos aqueles que, assim como a Avosos, de forma direta ou indireta contribuem para que ofereçamos soluções à população, principalmente nessa área que exige tanta urgência. A rede precisa funcionar como um todo e a sociedade também precisa acordar e se somar para que, juntos, possamos oferecer um serviço de maior qualidade. Graças a Avosos, hoje podemos dar esse importante passo. Quem quiser nos dar as mãos e se somar ao Huse e a toda nosso equipe de saúde, estamos de portas abertas e só teremos a agradecer. É preciso mais amor, como presenciámos nessa entrega de hoje”, colocou Belivaldo.

Wilson Melo, que também é um dos fundadores da Avosos, ressaltou que há dez anos a Instituição vinha buscando essa parceria com o Huse e esbarrava na burocracia, mas, após Belivaldo ter conhecimento dessa oferta, em cerca de dois meses conseguiram concretizar a ideia.

“Tínhamos condições de fazer isso aqui há dez anos, mas não encontramos receptividade. Só com a chegada de Belivaldo e da nova equipe de Saúde, conseguimos implantar esse sonho. Temos ainda muitos desafios a vencer, mas isso aqui é um grande ganho. Só agora tivemos oportunidade de oferecer esse benefício e não é a beleza física do local que é importante, é o acolhimento humano. Quando temos gestores que reconhecem a importância dessa humanização, tudo facilita”, relatou o presidente da Avosos.

Segundo o representante da Avosos, a postura do governador ao buscar defender as ações preventivas na área de saúde oferece esperança a todos os que lutam em prol das pessoas com câncer. “Parabéns ao governador, ao secretário da Saúde, ao superintendente e a toda equipe médica e de profissionais de saúde do Huse. Assim como o governador destacou, é preciso que os municípios também funcionem com ações preventivas, identificando o problema no início quando o tratamento é bem mais fácil. O diagnóstico não é feito no Huse, mas nas unidades básicas. Belivaldo disse que vai trabalhar para que as ações preventivas funcionem e estamos acreditamos nisso, porque com o diagnóstico precoce, a chance de cura é bem maior”, enfatizou o presidente voluntário Wilson Melo.

O superintendente do Huse, Darcy Tavares, pontuou que a nova ala oferecerá condições mais adequadas ao tratamento de jovens e crianças com câncer na unidade, ajudando-os a alcançar a cura. “A orientação do governador foi que a gente humanizasse o Huse. Essa obra vai nos possibilitar dobrar capacidade de internamento de oncologia adulto e, no futuro, iremos aumentar em cinco leitos a oncologia infantil. O tratamento não muda, mas muda nossa capacidade de receber, o tratamento terapêutico continua o mesmo, acrescido de uma condição melhor de acomodação desses pacientes”, expôs Darcy.
Internamento Pediátrico
O Internamento Pediátrico da Oncologia possui cinco enfermarias, 17 leitos, um leito da Sala de Estabilização, um leito da Sala de Isolamento, sala de Prescrição Médica, posto de Enfermagem, sala de estar da equipe de enfermagem, copa, depósito e sete banheiros.

A coordenadora da Oncologia do Huse, Meire Jane Oliveira, informou que a oncologia pediátrica da unidade tem 120 crianças cadastradas. “Mas, diariamente, temos de 20 a 25 crianças que são atendidas. O espaço está mais adequado para o tratamento, nós ampliamos os leitos e com essa transferência das crianças para cá, conseguimos a liberação de outros dez leitos para adultos no espaço onde antes as crianças ficavam”, explicou.

A dona de casa Maria Djalma Brito Oliveira é mãe da pequena Mariana, de 1 ano e 10 meses, e falou da qualidade do atendimento prestado à sua filha no Huse. A menina foi diagnosticada com um tumor renal e está em tratamento há quase um ano. “Aqui é muito importante para gente, porque, graças a Deus, somos muito bem acolhidas. A recuperação dela está sendo ótima, os médicos são muito atenciosos, às vezes estamos em casa e ela sente alguma coisa, eu entro em contato com os médicos e eles são gentis, passam todos os contatos deles, assim como as enfermeiras. Se não fosse esse espaço, com certeza eu não teria condições de fazer o tratamento dela na rede particular”, declarou a mãe de Mariana.

A vice-governadora Eliane Aquino afirmou que a qualidade do novo espaço ofertado ajuda na recuperação das crianças. “O tratamento do câncer é muito pesado. Mas aqui as crianças vão se sentir muito mais em casa do que em um hospital comum, aqui elas se sentirão mais acolhidas pela beleza do local e toda ludicidade que a ala oferece. Isso tem uma importância gigantesca. Quando os representantes da Avosos declararam que aqui era um sonho muito antigo, que estão conseguindo realizar agora é um exemplo exatamente da parceria que deu certo”.
Parceria
A parceria entre instituições de apoio à criança e ao adolescente com câncer e a rede de saúde pública já é comum em diversos estados brasileiros, a exemplo do Ceará com a Associação Peter Pan; Brasília com a Abrace; Pernambuco com o Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer (GAC-PE) entre outros. A soma de esforços entre a iniciativa pública e instituições da sociedade civil objetivam oferecer melhores condições de tratamento às crianças e jovens, a partir de estruturas físicas adequadas que possibilitem maior conforto e dignidade em um ambiente mais humanizado para os pacientes.

O secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira, explicou que a parceria com a Avosos é um ganho de excelência para a sociedade sergipana. “Foi tudo pensado não apenas para a assistência médica, mas para o acolhimento das famílias. Parabenizo a Avosos, que é nossa parceira, tem boas iniciativas, e essa é mais uma iniciativa movida pelo amor e pela fé. Sempre foi nosso interesse a busca por parcerias diante das dificuldades dos recursos públicos. E a gente já está buscando outras. O governador está extremamente motivado para o trabalho de prevenção na área do câncer e é uma iniciativa que não vai parar. Estamos otimizando todas as etapas de tratamento do paciente oncológico, desde o diagnóstico até o tratamento final”, revelou.
Prioridade
Só neste ano, esta é a terceira vez que o governador visita o Huse ou órgãos adjacentes ligados à saúde. Na ultima quarta-feira (13), o governador Belivaldo Chagas visitou o Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism). O objetivo do governador é oferecer um serviço ainda melhor às sergipanas. Na ocasião, Belivaldo defendeu a causa da prevenção do câncer de colo de útero, mama e próstata, que configuram entre os dez mais comuns no Brasil, conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) de 2018.

Antes, na terça-feira (12), no retorno da transmissão do Programa Papo Reto, Belivaldo explicou que já solicitou uma avaliação técnica que ateste condições favoráveis de funcionamento e de manutenção dos equipamentos que constam na carreta que está em Aracaju para o trabalho preventivo que a Secretaria de Estado da Saúde.

Para ampliar o serviço de prevenção que deverá acontecer da capital ao interior do estado, o governador já autorizou lançamento de edital de licitação para a aquisição de uma nova carreta, no modelo utilizado pelo Hospital de Amor, em Barretos. Em recente visita à unidade em Barretos, Belivaldo e representantes das equipes técnicas da área da Saúde conheceram o sistema de assistência na prevenção e tratamento dos pacientes oncológicos, bem como o atendimento prestado por meio das carretas.
Tia Ruth e Avosos

Maria Ruth Wynne Cardoso, mais conhecida por Tia Ruth, foi a idealizadora da Avosos. Falecida no ano passado, em 13 de setembro de 2018, aos 89 anos, dedicou boa parte da sua vida ao cuidado de crianças com câncer em Sergipe.

Em 1982, iniciou um trabalho voluntário com ações no Hospital de Cirurgia, que ficava próximo à sua residência. Ao notar as necessidades de pacientes do setor de oncologia que vinham do interior de Sergipe e de estados vizinhos para se tratar em Aracaju, começou a acolhê-los em sua casa. A sua residência funcionou informalmente como a primeira Casa de Apoio.

Mais pessoas se juntaram a causa ao longo do tempo e aos poucos um grupo foi se formando e conquistando o reconhecimento da comunidade. Em 24 de julho de 1987, após uma reunião na casa de Tia Ruth, foi fundada a Associação de Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe (Avosos). A partir de então, a Associação passou a acolher pacientes com câncer e seus acompanhantes na Casa de Tia Ruth, que passou a funcionar como sede provisória da associação.
Em 1988, a Avosos conquistou sua primeira sede oficial. Em 1992, a instituição recebeu a doação de uma casa mais ampla e confortável. A partir daí, a Avosos passou a atender apenas crianças e adolescentes com câncer. Foi assim que nasceu a Casa de Apoio a Criança com Câncer Tia Ruth/Avosos.

Uma nova sede foi inaugurada em 2000, agora mais ampla, com maior número de voluntários e profissionais constituindo a equipe multidisciplinar da entidade para melhor atender seus assistidos. Em 2004, a associação inaugurou sua sede própria: O complexo Avosos, composto pela Casa Tia Ruth de Apoio a Criança com Câncer/Avosos e o Centro de Oncologia Dr. José Geraldo Dantas Bezerra, antes denominado Dr. Jorge de Marsillac.

Em 2010, a Avosos inaugurou o Serviço de Oncologia e Hematologia Pediátrica – Sohep – para somar forças no combate do câncer infantojuvenil. Atualmente, a entidade presta apoio aos casos suspeitos da doença encaminhados pelo Centro de Oncologia do Huse.

Atualmente, a Avosos possui mais de 140 voluntários que se revezam diariamente na Casa Tia Ruth de Apoio à Criança e ao Adolescente com Câncer e no Setor de Oncologia do Huse. Além dos voluntários, a Casa Tia Ruth conta com equipe multidisciplinar, pessoal de apoio, administrativo, Assessoria de Comunicação e setor de Captação de Recursos, que juntos se dedicam na prestação de uma assistência global e de qualidade.

Para a filha de Tia Ruth, Tirzah Wynne, a mãe foi uma grande mulher, que deixou um forte legado em Sergipe e a homenagem do Estado a ela reforça a mensagem deixada para todos: da cura por meio do amor. “Hoje é um grande dia. Dia de festa ao inaugurar as novas instalações da oncologia pediátrica do Huse, que teve a honra de ter como homenageada Tia Ruth, fundadora da Avosos, que dedicou a vida inteira à caridade, ao auxílio das pessoas mais necessitadas. Hoje, vemos mais um sonho dela sendo realizado. Tia Ruth deve estar muito feliz. Desejamos que aqui haja muito amor, compreensão e que Deus ilumine toda equipe para que possam ter mais curas e que essas pessoas, essas crianças tão carentes, sejam acolhidas com o amor que ela tinha. Uma mulher leal, fiel e que deixou um grande legado: amor, amor e amor”, disse emocionada.

Tags: