A verdade contada como ela é.

Governador se reúne com representantes do governo Federal para discutir situação da Fafen


Reunião contou com a presença do ministro e de representantes do Ministério de Minas e Energia, além do governador da Bahia e parlamentares. Objetivo é buscar soluções para a retomada do funcionamento da fábricas localizadas em Laranjeiras (SE) e Camaçari (BA)

O governador Belivaldo Chagas se reuniu nesta quarta-feira (10), em Brasília (DF), ao lado do governador da Bahia, Rui Costa, com o ministro de Minas e Energia, Almirante Bento Costa Lima, para discutir a retomada da operação da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) de Sergipe e da Bahia.

O encontro teve como objetivo buscar encaminhamentos práticos, além de definir ações para um possível arrendamento das fábricas, localizadas no município de Laranjeiras (SE) e Camaçari (BA), já que existem empresas habilitadas para concorrer ao arrendamento.

O diretor de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, que também esteve presente, ressaltou a necessidade de marcar uma agenda para que os representantes das empresas interessadas possam visitar as fábricas de Sergipe e da Bahia e apontem os caminhos e os possíveis gargalos para que as questões sejam resolvidas.

Encaminhamentos

Na reunião, Belivaldo destacou que o governo vai fazer sua parte e fará o que for preciso para viabilizar a permanência da Fafen em Sergipe, inclusive com propostas de redução de tarifa de água e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “No entanto, sem a Petrobras diminuir o preço do gás, o arrendamento sofre riscos. É preciso definir o papel de cada um e colocar. Nossa parte nós faremos. Estamos otimistas e empenhados em resolver esse problema, que tem sido uma de nossas prioridades do governo”, garantiu.

Em concordância com o governador de Sergipe, Rui Costa também reforçou a questão da redução da tarifa de gás. “Se a Petrobras não mexer nessa questão, dificilmente haverá interesse”, complementou.

O ministro de Minas e Energia explicou que já tem ciência do problema das fábricas desde o início de fevereiro e que vem atuando junto à Petrobras para entender melhor a questão e buscar soluções. Ele disse, também, que a hibernação é um problema complexo que precisa do apoio de todos os envolvidos. Sobre Sergipe, o Almirante Bento disse enxergar que o estado está mais próximo de conseguir um resultado positivo pela oferta de gás que será disponibilizado a partir de 2020, com a entrada da operação da termoelétrica.

Também participaram da reunião os senadores sergipanos Maria do Carmo Alves e Rogério Carvalho, o senador da Bahia, Jacques Wagner, e o deputado federal Laércio Oliveira. Na ocasião, Laércio pontuou que medidas mais enérgicas devem ser tomadas, como uma ordem direta do governo Federal para a Petrobras, por exemplo.

O governador de Sergipe avaliou de forma positiva a reunião e destacou os encaminhamentos. “O que ficou acertado é que nós teremos, em breve, a presença, lá em Sergipe, das empresas pré-qualificadas que podem participar de um processo de arrendamento da Fafen. Portanto, uma conversa extremamente positiva com andamentos já colocados dentro cronograma de curto prazo para que a gente tenha, de uma vez por todas, a definição da questão Fafen Sergipe”, ressaltou Belivaldo.

 

Via ASN

Tags: