A verdade contada como ela é.

WhatsApp: app ‘espião’ avisa quando contato entra e sai do mensageiro


Ferramenta permite rastrear um número de telefone para saber quando um contato está online no WhatsApp

Por Marvin Costa, para o TechTudo

Usuários do WhatsApp podem usar um aplicativo “espião” para AndroidiPhone (iOS) e PC que permite saber quando um contato do mensageiro está online. Com download gratuito, o Whatztrack permite inserir números de telefones cadastrados no app para monitorar acessos da pessoa na plataforma. No painel do serviço, também chamado de Rastreador on-line para WhatsApp ou iFamily, é possível descobrir o dia e a hora em que o usuário monitorado acessou sua conta no WhatsApp. Além disso, o mesmo painel pode dizer se a pessoa está online em tempo real.

As funções do aplicativo são indicadas para descobrir quando alguém ignora mensagens recebidas ou para enviar recados novos sempre que o contato estiver pronto para responder rapidamente. Vale ressaltar que os dados revelados são públicos. O software apenas “facilita” o entendimento de quando um contato está usando ou não o WhatsApp. Confira, no tutorial a seguir, o passo a passo de como usar o Whatztrack para saber quando um contato está online no WhatsApp.

Mesmo sendo gratuito para download, o app libera apenas 12 horas de teste para novos usuários. Após esse período, o rastreamento só funcionará com a assinatura de uma conta premium que oferece alertas rápidos na tela do celular e mais estatísticas de monitoramento.

É importante citar que não é necessário logar com sua conta do WhatsApp oficial para usar o Whatztrack. O TechTudo fez os testes em smartphones sem chip e na aba anônima do navegador. Mesmo assim, o aplicativo rodou sem pedir para confirmar o número de telefone usado no mensageiro. Apesar disso, o WhatsApp ressalta que o uso de aplicativos desenvolvidos por terceiros viola os Termos de serviço do mensageiro: “portanto, usuários que utilizem esses apps estão sujeitos a ter a conta banida“.

Como usar o Whatztrack

Passo 1. Faça o download Whatztrack, abra o app e clique sobre a área “Name”. Em seguida, digite o nome do contato e o número do telefone. Para prosseguir, clique no botão “Start”;

Ação para configurar um contato para rastrear no WhatsApp usando o aplicativo Rastreador on-line para WhatsApp — Foto: Reprodução/Marvin Costa

Ação para configurar um contato para rastrear no WhatsApp usando o aplicativo Rastreador on-line para WhatsApp — Foto: Reprodução/Marvin Costa

Passo 2. Confirme o monitoramento tocando na opção “Yes” com o número do telefone que escolheu. Nesse momento, o sistema do aplicativo já está rastreando o contato. Para que você seja notificado por atividades desse número, ative na parte inferior da tela as opções para notificações. Em seguida, toque sobre o ícone de gráfico no canto inferior esquerdo da tela para visualizar a página de rastreamento;

Ação para confirmar o monitoramente de um número e ativar notificações no app Rastreador on-line para WhatsApp — Foto: Reprodução/Marvin Costa

Ação para confirmar o monitoramente de um número e ativar notificações no app Rastreador on-line para WhatsApp — Foto: Reprodução/Marvin Costa

Passo 3. A tela apresenta as entradas online do contato salvando o dia e horário. Para monitorar em tempo real, atualize a página tocando na parte superior e deslizando para baixo. Caso o contato esteja online, essa indicação aparecerá no painel “Lastest Records”, como mostra a imagem abaixo.

Tela como monitoramento de um contato do WhatsApp no aplicativo Rastreador on-line para WhatsApp — Foto: Reprodução/Marvin Costa

Tela como monitoramento de um contato do WhatsApp no aplicativo Rastreador on-line para WhatsApp — Foto: Reprodução/Marvin Costa

Todos os registros de entradas online do contato serão registradas e você poderá conferir esses dados em detalhes na página de monitoramento do Whatztrack (Rastreador on-line de WhatsApp).

Para entender melhor como Whatztrack tem acesso aos dados de uso do WhatsApp, o TechTudo entrou em contato com a desenvolvedora do aplicativo. No entanto, até o momento de publicação desta matéria, não houve resposta.