A verdade contada como ela é.

Fundo da Arábia Saudita investe US$ 10 bilhões em projetos no Brasil


O anúncio foi feito pelos ministros Onyx Lorenzoni e Ernesto Araújo nesta terça-feira (29), durante a visita de Bolsonaro ao país

Thiago Nolasco, da Record TV  

O fundo soberano da Arábia Saudita vai investir até US$ 10 bilhões em projetos no Brasil, cerca de R$ 40 bilhões. O anúncio foi feito nesta terça-feira (29) pelos ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores).

Entre as obras de infraestrutura beneficiadas está a ferrovia Ferrogrão, que liga Mato Grosso ao Pará. Para o ministro Ernesto Araújo, o aporte “vai estimular outros fundos a investir no país”. Onyx vê o anúncio como uma demonstração de confiança dos árabes no Brasil.

O anúncio ocorre logo após a reunião do príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, com o presidente brasileiro Jair Bolsonaro. Nela, eles discutiram oportunidades de fortalecimento de investimentos. 

Brasil e Arábia Saudita também negociam a facilitação de entrada de turistas dos dois países em seus territórios.

O fundo pertencente ao governo saudita será o responsável pelos investimentos no Brasil. Já o governo brasileiro se comprometeu a trabalhar em conjunto com o fundo na facilitação da iniciativas, incluindo informações sobre legislação.

A expectativa era que Bolsonaro apresentasse aos líderes árabes o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que tem 18 projetos de concessões e privatizações e poderá ser um guia de oportunidades de investimento.

A passagem pela Arábia Saudita é o último trecho da viagem de Bolsonaro pela Ásia. Antes ele esteve no Japão, China, Emirados Árabes e Catar.

A presença de Bolsonaro em Riade, capital da Arábia Saudita, é uma oportunidade para o Brasil fortalecer a relação com o país, um de seus principais importadores de carne. Para especialistas, a viagem é também uma chance de o presidente reduzir a desconfiança deixada no início do ano, quando Bolsonaro defendeu a ideia de mudar a embaixada brasileira em Israel para Jerusalém, o que gerou críticas por parte dos países árabes.

Leia mais: Bolsonaro chega à Arábia Saudita e janta com príncipe polêmico

Emirados Árabes

Mais cedo nesta terça, Bolsonaro informou pelo Twitter que o fundo bilionário dos Emirados Árabes também elevará investimentos no Brasil. “Intenção é investir em portos, estradas, mineração, imóveis e entretenimento”, escreveu.