A verdade contada como ela é.

Ítalo e Medina levam vagas olímpicas e seguem na briga por título mundial; Filipinho cai em Pipe


Líder do ranking e bi mundial vão às oitavas em Pipeline e aproveitam queda de Toledo no round 3 para selarem vaga em Tóquio 2020

Por Breno Dines — Oahu, Havaí

Filipe Toledo sofreu uma derrota dura em Pipeline. Com a queda no round 3 da última etapa da temporada, nesta terça-feira, no Havaí, o paulista deu adeus às chances de conquistar o seu primeiro título mundial e de levar uma das duas vagas do Brasil na Olimpíada de Tóquio 2020. Ítalo Ferreira e Gabriel Medina garantiram a classificação para o Japão e também para as oitavas de final do Pipe Masters. O brasileiros venceram seus confrontos e seguem na briga pelo título mundial com o americano Kolohe Andino.

Terceiro lugar do ranking, o sul-africano Jordy Smith também foi eliminado na terceira fase pelo paulista Jessé Mendes e saiu da disputa.

Ítalo derrota Jadson e vai pegar Peterson Crisanto nas oitavas — Foto: WSL / Heff

Ítalo derrota Jadson e vai pegar Peterson Crisanto nas oitavas — Foto: WSL / Heff

Na primeira bateria do dia, Ítalo derrotou o amigo e conterrâneo Jadson André em um duelo acirrado. A vitória do líder do ranking veio por 8,53 a 7,20. Ferreira segue dependendo de si para se tornar campeão mundial e agora vai encarar o paranaense Peterson Crisanto, número 22 da temporada, por uma vaga nas quartas de final.

A queda de Toledo veio 4 baterias depois. O surfista de Ubatuba foi eliminado pelo neozelandês Ricardo Christie por 11,04 a 9,84, dando adeus a briga pelo título e deixando as duas vagas olímpicas do Brasil com Ítalo e Gabriel.

– É duro sair assim. Eu cometi alguns erros na questão da prioridade. Duro chegar tão perto e não conseguir conquistar os seus objetivos – comentou Filipinho.

Gabriel Medina fez um duelo de alto nível com o havaiano Imaikalani deVault e levou a melhor com o placar de 17,07 a 13.90. O local, que entrou no Pipeline Masters pela triagem, conseguiu a melhor nota (9,57) do confronto na reta final da bateria, deixando um clima de tensão nos minutos finais. Medina vai enfrentar nas oitavas o também paulista Caio Ibelli (16º), adversário com quem o bicampeão protagonizou uma polêmica na etapa de Portugal e acabou sendo eliminado por cometer uma interferência.

A eliminação do sul-africano Jordy Smith (3º do ranking) veio para o brasileiro Jessé Mendes (28º) por 9,10 a 7,50, em uma bateria de poucas ondas. Na briga com Ítalo e Medina, o americano Kolohe Andino (5º do ranking), derrotou o havaiano Sebastian Zietz e agora vai enfrentar o francês Michel Bourez.

Ítalo Ferreira comemora vitória no round 3 — Foto: Breno Dines

Ítalo Ferreira comemora vitória no round 3 — Foto: Breno Dines

Confira os resultados do round 3:

1- Ítalo Ferreira (BRA) 8.53 x Jadson Andre (BRA) 7.20
2- Peterson Crisanto (BRA) 10.17 x Conner Coffin (EUA) 9.77
3- Owen Wright (AUS) 6.00 x Yago Dora (BRA) 11.30
4- Julian Wilson (AUS) 8.30 x Willian Cardoso (BRA) 3.40
5- Filipe Toledo (BRA) 9.84 x Ricardo Christie (NZL) 11.04
6- Ryan Callinan (AUS) 7.53 x Jack Freestone (AUS) 11.76
7- Seth Moniz (HAW) 15.26 x Billy Kemper (HAV) 13.00
8- Kelly Slater (EUA) 17.33 x Joan Duru (FRA) 14.23
9- Gabriel Medina (BRA) 17.07 x Imaikalani deVault (HAV) 13.90
10- Wade Carmichael (AUS) 4.43 x Caio Ibelli (BRA) 8.84
11- John John Florence (HAV) 18.50 x Ezekiel Lau (HAV) 4.26
12- Kanoa Igarashi (JAP) 1.93 x Soli Bailey (AUS) 8.33
13- Jordy Smith (AFS) 7.50 x Jessé Mendes (BRA) 9.10
14- Adrian Buchan (AUS) 9.10 x Griffin Colapinto (EUA) 9.34
15- Michel Bourez (FRA) 15.24 x Deivid Silva (BRA) 8.94
16- Kolohe Andino (EUA) 10.17 x Sebastian Zietz (HAV) 8.33

Confira as baterias das oitavas:

1- Ítalo Ferreira (BRA) x Peterson Crisanto (BRA)
2- Yago Dora (BRA) x Julian Wilson (AUS)
3 – Ricardo Christie (NZL) x Jack Freestone (AUS)
4 – Seth Moniz (HAV) x Kelly Slater (EUA)
5 – Gabriel Medina (BRA) x Caio Ibelli (BRA)
6 – John John Florence (HAV) x Soli Bailey (AUS)
7 – Jessé Mendes (BRA) x Griffin Colapinto (EUA)
8 – Michel Bourez (FRA) x Kolohe Andino (EUA)

Veja os cenários do título mundial de surfe:

  • Se Ítalo vencer a etapa de Pipeline, ele é campeão mundial
  • Se Ítalo ficar em 2º, Medina precisa vencer a etapa para ser campeão mundial
  • Se Ítalo ficar em 3º, Medina precisa ficar em 2º para ser campeão mundial
  • Se Ítalo ficar em 5º, Medina precisa ficar em 3º
  • Se Ítalo ficar em 9º, Medina precisa ficar em 5º ou Kolohe precisa vencer a etapa para ser campeão mundial