A verdade contada como ela é.

Só faltou o cinturão: Deiveson Figueiredo arrasa Joseph Benavidez no UFC Norfolk


Brasileiro, que não bateu o peso por 1,1kg na véspera, vence a luta principal contra o americano e pede desculpas aos fãs por não ter conseguido ficar elegível a disputar o título de campeão

Por Combate.com — Norfolk, EUA

Nada como um dia após o outro. Após não conseguir bater o peso e de ter perdido a chance de poder sagrar-se campeão dos pesos-moscas do UFC por conta disso, Deiveson Figueiredo mostrou que pode, um dia, ostentar o cinturão de melhor do mundo. Com uma atuação convincente e mostrando estar na melhor forma de sua vida, o paraense nocauteou o americano Joseph Benavidez a 1m54s do segundo round, vencendo a luta principal do UFC Norfolk. Após o resultado, Figueiredo se desculpou com os fãs pelo erro da véspera e prometeu um dia levar consigo o cinturão da categoria.

– Por favor, me perdoem por não ter batido o peso. Sempre fui profissional, mas desa vez aconteceu. Eu vou bater o peso da próxima vez. Eu disse que daria um show para vocês, e eu dei um show. Você acredita que eu dei uma cabeçada nele? Eu sou de Marajó. Sou de Soure.Não estou aqui pelo cinturão, estou aqui para dar show para vocês. Hoje o cinturão não vai comigo, mas um dia ele irá.

Deiveson Figueiredo Joseph Benavidez UFC Norfolk — Foto: Getty Images

Deiveson Figueiredo Joseph Benavidez UFC Norfolk — Foto: Getty Images

Inconformado com a derrota, Joseph Benavidez parecia não acreditar no que havia acontecido. O veterano declarou, também após a luta, ainda no octógono, que se sentia em um pesadelo.

– Parece que é um pesadelo, não parece ser real. A vida é assim, todo mundo tem um dia ruim e esse é o meu. Tenho sorte de estar vivo, trabalhei muito para vencer, e agradeço a todos que vieram aqui.

A luta

O primeiro round começou com Benavidez buscando golpes rápidos, mas Deiveson Figueiredo conseguiu derrubá-lo e, depois de tentar um triângulo invertido, o brasileiro quase encaixou uma chave de braço. O americano escapou da posição, e a luta voltou a ser disputada em pé. Os dois lutadores trocavam golpes, e Deiveson absorvia bem os golpes de Benavidez, que era mais rápido e conectava mais que o brasileiro. Nos segundos finais, os dois lutadores acertaram bons golpes, mas sem muita contundência.

Deiveson Figueiredo Joseph Benavidez UFC Norfolk — Foto: Getty Images

Deiveson Figueiredo Joseph Benavidez UFC Norfolk — Foto: Getty Images

Joseph Benavidez tomava a iniciativa do combate no segundo round, e Deiveson Figueiredo atuava no contra-ataque, conseguindo acertar o americano com mais precisão que no primeiro round. Após uma troca de golpes em velocidade, o brasileiro conseguiu acertar um direto de direita que derrubou Joseph Benavidez junto à cerca do octógono. O americano caiu já praticamente nocauteado, mas Deiveson ainda acertou mais alguns golpes antes do árbitro interromper a luta e decretar o nocaute.

Deiveson Figueiredo Joseph Benavidez UFC Norfolk — Foto: Getty Images

Deiveson Figueiredo Joseph Benavidez UFC Norfolk — Foto: Getty Images

Confira todas as lutas do evento:

CARD PRINCIPAL
Deiveson Figueiredo venceu Joseph Benavidez por nocaute a 1m54s do R1
Felicia Spencer venceu Zarah Fairn dos Santos por nocaute técnico aos 3m37s do R1
Magomed Ankalaev venceu Ion Cutelaba por nocaute técnico aos 38s do R1
Megan Anderson venceu Norma Dumont por nocaute aos 3m31s do R1
Grant Dawson venceu Darrick Minner por finalização aos 1m38s do R2
CARD PRELIMINAR
Kyler Phillips venceu Gabriel Silva por decisão unânime (triplo 30-27)
Brendan Allen venceu Tom Breese por nocaute técnico aos 4m47s do R1
Marcin Tybura venceu Serghei Spivac por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Luis Peña venceu Steve Garcia por decisão unânime (triplo 30-27)
Jordan Griffin venceu TJ Brown por finalização aos 3m38s do R2
Spike Carlyle venceu Aalon Cruz por nocaute técnico a 1m25s do R1
Sean Brady venceu Ismail Naurdiev por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)