OMS pede que imunidade coletiva não seja única opção contra covid-19


Órgão a ONU ressaltou nesta terça-feira (18) que menos de 10% da população mundial tem evidências de anticorpos contra o novo coronavírus

Maria Van Kerkhove, líder do grupo criado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) para lutar contra a pandemia da covid-19, afirmou nesta terça-feira (18) que ninguém deve colocar as esperanças na imunidade coletiva como forma de frear a propagação do novo coronavírus no mundo.

“Sabemos que menos de 10% da população mundial tem evidências de anticorpos contra o SARS-CoV-2”, disse a representante da agência, em entrevista coletiva.

Além disso, o diretor-executivo do Departamento de Emergências da OMS, Mike Ryan, garantiu que não é possível afirmar que o planeta está perto do nível de imunidade requerido para deter a covid-19.

“Temos que nos concentrar no que podemos fazer para parar o coronavírus e não viver na ilusão de que uma imunidade coletiva nos salvará”, disse o especialista.